Não pagou IPVA? A multa por atraso é de 70% do valor do imposto

ipva 2018

O IPVA é um imposto anual cobrado sobre os veículos, novos e antigos. Na prática, quase todos precisam pagar. O valor cobrado sobre carros, caminhões, ônibus e motocicletas novos é definido com base na nota fiscal da compra desses veículos. No caso dos mais antigos, o imposto é estabelecido com base na tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Na Bahia, 1.952.503 veículos terão que pagar o IPVA em 2018. São 1,1 milhão de automóveis, 419 mil motocicletas, 313 mil utilitários, 68 mil caminhões e 21 mil ônibus.

Não pagar o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) pode gerar uma dor de cabeça bem maior do que ter que apertar o cinto e quitar o imposto. A multa aplicada para os inadimplentes é de 70% do valor devido. Essa penalidade é cobrada a partir do segundo ano da data da despesa.
O diretor de arrecadação da Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz), Augusto Guenem, explica que o contribuinte também terá o nome negativado no Serasa e poderá ter o carro apreendido, por tabela.

“O não pagamento do IPVA não provoca a apreensão do veículo. Mas, sem pagar o imposto, [o proprietário] não poderá fazer o licenciamento. E sem o licenciamento, ele corre o risco de ter o carro apreendido pelos órgãos de trânsito. Por isso, é importante fazer o pagamento. Caso as dívidas estejam acumuladas, ainda é possível parcelar”, explica Guenem.

O valor da dívida atrasada pode ser dividido em até 60 vezes, com parcelas mínimas de R$ 120. O economista e educador financeiro Edísio Freire recomenda que, se possível, os contribuintes façam o pagamento do imposto de uma vez, aproveitando a cota única.

Enquanto muitos motoristas ainda se desdobram para tentar pagar o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de 2018, outros 351.629 estão tendo uma dor de cabeça a mais este ano. Essa é a quantidade de pessoas que não acertaram as contas com a Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz) em 2017, o que corresponde a 18% da frota tributável da Bahia. Em 2016, a inadimplência era de 13%.
A Sefaz afirmou que, apesar de ter crescido a quantidade de motoristas que não pagaram o imposto, o percentual ainda é considerado dentro da normalidade. O órgão lembrou que os contribuintes têm a opção de parcelar o imposto para evitar deixar o débito em aberto. Este ano, 97.135 motoristas baianos optaram por essa forma de pagamento.
Se você é um dos 351 mil que ficaram sem pagar o imposto na Bahia; veja no link como negociar a dívida http://www.sefaz.ba.gov.br/scripts/ipva/ipva.asp

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

Galeria de Fotos

RÁDIO

Rui assegura compromisso com regionalização da Saúde e inaugura mais uma Policlínica. Confira no Digaí, Governador! desta semana.

Programa DIGAÍ GOVERNADOR do dia 06.12.17


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/serrinhanoticias/www/cms/wp-includes/functions.php on line 3743

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/serrinhanoticias/www/cms/wp-includes/functions.php on line 3743